Egipto – El Gouna

Egipto, país do Nilo, deserto e do Mar Vermelho.

Este foi o meu destino escolhido para 3 semanas de férias antes de mais uma temporada em Zanzibar.

Porquê o Egipto?

Primeiro – sempre tive curiosidade pela cultura egípcia.

Segundo – o mar vermelho é um dos spots com condições ideais para a prática do kitesurf.

Terceira – e principal razão – dois dos nossos amigos/colegas de Zanzibar foram para lá trabalhar 2 meses. Não existe melhor desculpa que esta para fazer uma visita!

El Gouna foi a localidade onde ficamos. É uma zona muito simpática, segura e nova. Situa-se a 30km a norte de Hurghada, uma meia hora de carro do aeroporto. É um dos destinos mais conhecidos no mar vermelho, e desenvolvida para desportos náuticos. Uma espécie de condomínio fechado com imensas casas para alugar e hotéis onde ficar. Tem uma zona central onde existem todo o tipo de restaurantes e uma marina com luxuosos iates, cafés e restaurantes. Este condomínio é uma pequena cidade com todas funcionalidades e serviços. O tuk tuk é o principal meio de transporte em El Gouna. Super fácil de apanhar e barato, levando-nos a qualquer lado.

Apesar dos preços dos hotéis estarem bastante convidativos, escolhemos ficar todos juntos num apartamento. Pequeno mas óptimo para férias, com piscina e todas as comodidades!

Em El Gouna existem várias escolas de kitesurf. Element water sports, Kiteboarding club, Red Sea zone, Kite People e a Osmosis.

A escola onde os meus amigos estavam é a Osmosis, onde fomos muito bem recebidos! É desta escola e deste spot que vos vou falar, pois foi na Osmosis onde fizemos kite.

A Osmosis é a escola mais a Sul de El Gouna. Localiza-se dentro do hotel Club Paradisos. Funciona como um centro náutico, não tendo apenas Kite mas também windsurf, vela e stand up paddle. O seu maior foco é mesmo o Kitesurf, funcionando com material da RRD para aulas e Fone para os alugueres.

Pode-se dizer que a escola tem dois spots. Um em frente à escola e outro num cabeço. É no cabeço onde são dadas as aulas aos alunos. Saem de barco com o instrutor e passados 5min estão no meio do Mar Vermelho num cabeço com água pela cintura perfeito para aprender e evoluir!

O spot em frente à escola não é muito convidativo. A areia da praia parece terra, não só em frente à escola mas em todo o lado da costa. Com uma extensão de cerca de 50 m com água pelo joelho a saída é facilitada, no entanto, o vento é um pouco offshore, tornando-se rajado junto a terra, dificultando a saída e a chegada à escola. O vento é um pouco offshore o que se torna muito rajado junto a terra. Por vezes pode dificultar a saída e a chegada a terra. Existem assistentes que ajudam a levantar e aterrar o kite, bem como um barco sempre disponível para qualquer eventualidade.

Quem quiser ir para o cabeço mas não ter aulas tem duas hipóteses. Ou paga uma supervisão e vai com o instrutor de barco, onde este ajuda a montar o kite e dá sempre umas dicas, ou saí da zona em frente a escola e navega uns 5 minutos até ao local. Que era isto que nós fazíamos!

Aqui sim, o vento é estável, água quente, muito transparente e uma grande extensão de areia branca pouco profunda, onde temos pé em grande parte do cabeço.
Água lisa e quase sem chop, pouco profunda torna-se o local perfeito para evoluir, tanto a nível de iniciados como mais avançados.
Todas as escolas em El Gouna, e mesmo em outras zonas do Egipto como Somabay ou Safaga, têm beach use, ou seja temos que pagar para fazer kite na sua zona. por sua vez temos logo acesso aos beachboys e ao barco de salvamento. Quando se combina com storage este preço, que não varia muito entre escolas é acessível.
Esta foi uma das principais razões que nos levou a ficar sempre pelo spot da Osmosis e não andarmos a saltar entre praias.
Contudo a Element, que é a escola mais a norte de El gouna, já longe de construções e um pouco no meio do deserto pareceu me um spot muito porreiro em que o vento é mais onshore e mais limpo. Foi nesta escola onde se realizou uma etapa do World Kiteboard League em 2016.
Somabay em Safaga é um pouco mais a Sul de Hurghada. É outra das zonas muito procuradas e mais apetecíveis para o kite. Não consegui ir lá pessoalmente mas dizem que têm um pouco mais de vento que El Gouna e que por ser uma baía tem zonas mais onshore onde o vento é bastante limpo, e claro… Água lisa de um azul turquesa como o mar vermelho nos tem habituado a mostrar!

Impressões gerais:

  

Água lisa, em maior parte do sítio, ou com um ligeiro chop e swell do vento. As marés não são muito grandes. Vento sempre a rondar os 16-25knots e dias sem vento é mesmo zero de vento, óptimo para se fazer algo diferente.
A época normalmente começa em Abril e vai até final de Outubro início de Novembro, apesar das escolas se manterem abertas o ano todo.
O Egipto não foi só kitesurf! Spot fantástico para kite mas também tem muito por descobrir e muito que fazer nos dias sem vento. Fica atento para saber o que andei a fazer para além de muito kite!!
Sara Cerqueira
2017

Deixe uma resposta